Decoração

Tudo o que você precisa saber sobre madeira de demolição

setembro 29, 2018
Tudo o que você precisa saber sobre madeira de demolição
Tempo de leitura 17 min

Está preparado para saber tudo sobre essa matéria-prima que é o hit do momento no mundo da decoração? Se você é uma pessoa antenada nas tendências de decoração de interiores e paisagismo, deve saber o quanto a madeira de demolição ganhou força e visibilidade nessa área na qual ela pode ser reaproveitada amplamente.

A busca por produtos feitos de madeira de demolição, tanto pelos profissionais quanto pelos clientes, cresce cada dia mais por consequência da necessidade de iniciativas sustentáveis, tendo em vista a grande exploração de recursos naturais como a madeira que o nosso planeta sofre.

Produtos fabricados a partir da madeira de demolição garantem, além da responsabilidade ambiental, uma beleza única, sofisticação e rusticidade. Se comparados aos móveis de painéis fabricados industrialmente como o MDF, aglomerado, OSB, MDP ou compensado, os feitos de madeira de demolição disparam na frente em termos de resistência e beleza.

A rusticidade que a madeira de demolição proporciona aos produtos é única. Acompanhe os tópicos a seguir e entenda o porquê disso, as vantagens, onde esse material pode ser utilizado e como deve ser conservado.

Entenda o que é madeira de demolição

A madeira de demolição pode vir de fontes variadas, e como seu nome já diz, ela é reaproveitada de obras de demolição. A retirada da madeira do local de origem para a sua reutilização pode ser negociada antes mesmo da demolição começar. Essa atitude é mais comum do que você pode imaginar, pois a madeira de demolição não é tão fácil de encontrar e se torna bastante disputada.

As árvores que originam alguns dos tipos de madeira reaproveitadas das demolições são protegidas da extração atualmente, tornando raros e exclusivos os produtos fabricados a partir delas. Além disso, esse tipo de madeira também tem um valor simbólico por carregar junto aos seus desgastes e às suas particularidades, várias histórias do passado.

As peças retiradas das obras de demolição geralmente são toras de madeira bem grossas e resistentes — em função das décadas debaixo de sol e chuva que elas passaram. Também é possível retirar tábuas mais finas, que contam com a mesma qualidade e resistência.

Depois de retirada da obra de demolição, a madeira vai para a marcenaria, onde recebe tratamento e são retirados os cupins — se houver. Em seguida a madeira é lixada, e é realizado um estudo em cima dela para saber o que pode ser feito. Finalmente, as madeiras partem para a fase da produção, em que recebem tratamento térmico para garantir resistência. A partir daí começa a fabricação de móveis, itens de paisagismo e outras peças que vamos detalhar mais adiante.

Pela dificuldade de encontrar madeiras de demolição — a maioria está nos espaços rurais, e nem toda empresa está disposta a ir atrás e disputá-las —, algumas empresas utilizam madeiras que não são de demolição e fazem com que elas fiquem com aspecto envelhecido e desgastado, podendo adquirir praticamente a mesma aparência da madeira de demolição — mas sem a mesma qualidade e exclusividade.

Saiba de onde vem a madeira de demolição

De quais fontes vêm essas tais madeiras de demolição? Vamos detalhar a seguir todas as formas possíveis de obter madeira de demolição. Acompanhe!

Casas antigas

Não é qualquer casa antiga. Primeiramente, essas casas precisam ser feitas de madeira, é claro. As madeiras de casas antigas mais comuns são peroba rosa, jacarandá, ipê, canela, pinho e riga.

As casas mais comuns de onde se retiram madeiras apresentam esse material em abundância, ou seja, no teto, no chão, nas paredes e nas esquadrias — garantindo uma variedade de tamanhos e formatos de madeira.

Casas desse tipo geralmente são encontradas nas zonas rurais. Seus antigos donos eram principalmente pessoas de baixa renda e que trabalhavam em plantios no campo, por isso construíam suas casas de madeira por ser a alternativa mais barata.

Já as casas de alvenaria, também antigas, que têm a sustentação do telhado construído em madeira, também podem ter pelo menos essa parte reaproveitada.

Dormentes

Essas peças de madeira podem pesar até 100 quilos cada, tendo mais ou menos 2 metros de comprimento. Os dormentes são retirados de linhas ferroviárias que estão passando por reforma ou sendo desativadas.

Sabe aquelas toras dispostas paralelas umas às outras na horizontal na linha do trem? Pois então, são os dormentes! Eles também são muito utilizados e disputados no ramo dos produtos de madeira de demolição.

Madeiras de lei como ipê, jacarandá, peroba, jatobá, angelim, carvalho, castanheira e outras espécies são a matéria-prima para a fabricação dos dormentes. Antes de serem colocados nos trilhos, eles passam por uma espécie de estufa para aumentar sua resistência, permitindo que fiquem anos e anos na ferrovia.

Não é difícil identificar peças feitas de dormentes, pois eles são bem grossos e têm uma aparência única, que proporciona alta rusticidade ao produto.

Cruzetas

As cruzetas são retiradas de postes de luz feitos de madeira. Para saber o que são as cruzetas, basta só lembrar daquela madeira que fica perpendicular ao poste lá no alto, sustentando os fios de eletricidade.

As cruzetas também são encontradas em áreas rurais, onde é mais comum haver esse tipo de estrutura em madeira. Árvores como peroba, ipê, jacarandá e angelim são as principais fontes das madeiras com as quais os postes desse tipo são fabricados.

As cruzetas têm texturas irregulares, ranhuras e marcas bem particulares, que são muito valorizadas nos produtos que usam essas madeiras de demolição.

Agora que você já sabe de onde vêm as madeiras de demolição, confira quais são as vantagens de adquirir móveis ou qualquer outro produto feito a partir desse material.

Conheça 7 vantagens da madeira de demolição

1. Resiste ao tempo, à umidade, ao calor, à poeira e aos fungos

Todas as madeiras de demolição são antigas e suportaram décadas e décadas de sol e chuva diariamente — principalmente os dormentes, comentados anteriormente, que recebem um tratamento para adquirir mais resistência antes de ir para os trilhos.

Com a sua durabilidade à prova durante todo esse tempo, a madeira de demolição oferece a garantia de durar mais umas boas décadas nos móveis da sua casa.

A resistência adquirida pelas madeiras de demolição não está ligada apenas à capacidade de não quebrar/trincar com facilidade. Anos e anos passaram-se com umidade, fungos e poeira agredindo a madeira até que ela conseguisse se manter praticamente intacta a tudo isso. É como se ela criasse anticorpos, como os seres humanos, para poder sobreviver a ambientes extremos.

2. É sofisticada

Se tem uma coisa sofisticada e valorizada na decoração de interiores e no paisagismo é a madeira — e ela é queridinha por muitos não é de hoje.

Já os móveis de madeira de demolição fazem parte de uma tendência mais atual, mas igualmente sofisticada e valorizada — até porque a preocupação com a sustentabilidade é recente na nossa sociedade.

A rusticidade dessa madeira é extremamente convidativa quando aliada à sofisticação presente no seu tratamento final.

3. É um material nobre, que promove a sustentabilidade

A reutilização da madeira de demolição evita que novas árvores sejam cortadas para a fabricação de móveis diariamente. A maioria dessas madeiras vem de árvores protegidas da extração.

Pelo fato de a madeira em geral ser um escasso material para a construção, fazendo a reutilização é possível evitar que árvores sejam cortadas ilegalmente para a fabricação de móveis com os mesmos materiais da madeira de demolição.

A durabilidade da madeira de demolição também evita o compra de móveis de baixa qualidade — consumo que acaba se tornando periódico e excessivo, pesando no bolso e prejudicando o meio ambiente.

A madeira é um produto de origem natural e renovável, cujo processo produtivo exige baixo consumo energético. Outra vantagem de ser um produto natural é que a madeira não é tóxica, não libera odores ou vapores de origem química, e é um material seguro ao toque e manejo.

Ao contrário de outros materiais usados na construção civil e na decoração, a madeira não se torna um perigo à natureza quando envelhece ou deixa de desempenhar sua função estrutural, pois é facilmente reconvertida e biodegradável.

4. Pode ser restaurada

Assim como a madeira foi restaurada para a fabricação de produtos após a retirada das obras de demolição, esses itens podem ser restaurados ou mudar de aparência quando necessário depois de fabricados.

É possível fazer uma reforma completa em um móvel de madeira de demolição ou apenas deixar sua textura menos rústica utilizando lixas ou mudando a cor com a aplicação de mais ou menos verniz na sua superfície — tudo isso realizado por um profissional capacitado na área para não causar danos à peça.

5. Confere personalidade aos ambientes pelo seu grande poder decorativo

A madeira de demolição é carregada de rusticidade e proporciona ambientes atraentes e com muita personalidade. Por sua característica marcante, o ambiente corre o risco de ficar com o ar muito pesado, então recomendamos a presença de um designer de interiores ou arquiteto na hora da escolha e da montagem do ambiente — no caso de você desejar muitas peças desse material.

6. Seus desgaste natural garante características exclusivas em cada peça

Cada peça de madeira garimpada em obras de demolição possui características únicas pelo fato do material ter sido afetado pelo tempo de formas diferentes. O desgaste natural é uma característica que só as verdadeiras madeiras de demolição têm. Ao observar uma série de produtos do exato modelo, você nunca verá uma textura ou aparência igual a outra — isso é a exclusividade que só esse material oferece.

7. Combina com a decoração moderna

Os móveis de madeira de demolição não são necessariamente todos do estilo clássico e com cara de fazenda. Existem peças com design moderno, como linhas retas e sinuosas, podendo preservar ou não a textura rústica e única do material.

Mesclar elementos clássicos e modernos na decoração é uma tendência que só cresce atualmente, pois muitas pessoas não querem deixar de seguir o estilo moderno e buscam formas desconstruídas de decorar no estilo clássico, fazendo uma conexão entre a modernidade dos dias de hoje e a simplicidade da vida natural.

Entenda as possibilidades de aplicação da madeira de demolição

A madeira de demolição é muito versátil. São inúmeras as formas de reutilização desse material, e tudo depende da criatividade do profissional responsável pelo projeto ou pela produção da peça.

Fizemos uma lista a seguir mostrando todas as aplicações que a madeira de demolição pode ter na sua residência. Veja!

Revestimentos de parede e piso

Usada em pisos e revestimentos de parede, a madeira de demolição garante resistência e um visual acolhedor e leve à residência. Além de remeter às casas de campo, a madeira de demolição relaciona e a calmaria e o contato com a natureza.

Uma vantagem relacionada à utilização de madeira de demolição nos revestimentos da residência é o seu potencial de garantir conforto térmico natural aos ambientes. No entanto, é preciso ter atenção em relação à qualidade da madeira, a fim de evitar problemas futuros.

Escadas

A madeira de demolição casa muito bem com as escadas, sejam elas internas ou externas. Elas podem ter o acabamento mais ou menos rústico, de acordo com o seu gosto. Se achar uma boa ideia, é possível utilizar madeiras inteiras para a construção do corrimão, garantindo ainda mais rusticidade às escadas.

Portas e janelas

Esquadrias de madeira não são muito comuns de se ver hoje em dia, mas isso não significa que é feio ou fora de moda. Pelo contrário: elas podem ser sofisticados e luxuosas, principalmente pela imponência que causam.

Podem ser fabricadas portas pivotantes elegantérrimas com a madeira de demolição. As janelas também podem ser desse material, dando um toque clássico e sofisticado à residência.

É possível utilizar a madeira de demolição apenas como batentes das janelas ou marcos das portas, ou ainda manter a forma da janela da casa antiga de onde a madeira foi retirada em uma casa nova, levando tradição ao lar.

Decks

A utilização de decks de madeira é muito comum nos dias de hoje. Eles geralmente são tablados usados em volta da piscina, da banheira ou até mesmo em varandas.

Os decks costumam ser fabricados de madeira de peroba rosa ou canela, e as peças podem ser montadas por um sistema de travamento entre elas, adesivos especiais para esse fim ou peças modulares, que não necessitam de ferramentas ou de mão de obra qualificada por serem encaixáveis — podendo ser utilizadas diretamente no solo ou fixadas com produto adequado.

Móveis

Os móveis são as peças mais conhecidas produzidas com madeira de demolição, que garantem um ar rústico aos ambientes sem deixar de ser chique. São inúmeros os móveis que podem ser feitos a partir da madeira de demolição, como mesas de jantar, mesas de centro, camas, aparadores, armários e cristaleiras.  Há também a possibilidade de projetar ambientes planejados!

Móveis desse material duram gerações e acumulam histórias durante o tempo..

Bancadas variadas

Seja em banheiros, lavabos ou cozinhas, a madeira de demolição é um ótimo material para bancadas.

Esse uso é um pouco incomum, por isso chama a atenção e torna o ambiente sofisticado e diferente. Decorar as bancadas de madeira com vasos de plantas aumenta a conexão com a natureza no ambiente e proporciona bem-estar aos moradores.

Cabeceira de cama

A madeira proporciona um visual aconchegante, perfeito para um quarto — especialmente na cabeceira da cama, garantindo também um charme a mais ao ambiente.

Forro

Assim como os outros tipos de madeira, a de demolição pode ser utilizada em forros no teto. O resultado fica muito bonito e não precisa de nada além de um verniz para um acabamento perfeito e com toque natural.

Parte da estrutura

É possível usar a madeira de demolição na estrutura de uma nova casa, mas é preciso ter a garantia de que ela está em boas condições de uso para essa finalidade.

Se você deseja manter a estrutura do telhado aparente, como é o caso dos chalés, a madeira de demolição é uma ótima pedida, pois garante a rusticidade que esse tipo de construção exige.

Ela também pode ser usada na construção de varandas, quando se quer dar um toque tradicional à casa. Para isso, é necessário consultar especialistas na área, que vão tomar a frente das avaliações tanto da madeira quanto da quantidade de carga que ela suporta.

Com a avaliação aprovada, as peças em madeira podem ser usadas no telhado, como cumeeiras, tirantes, ripas ou como caibros. Também é possível usá-las como esteios, madres ou frechais.

Pergolados

Pergolados geralmente têm uma função apenas estética, dando a chance de abusar na criatividade ao criá-lo. Normalmente são usados próximos à piscina sobre o deck ou em jardins, e são uma ótima escolha de decoração — plantar trepadeiras próximas aos pergolados deixa-os incrivelmente charmosos e coloridos.

Jardins suspensos ou verticais

Aproveitando a vibe sustentável da madeira de demolição, é possível criar jardins suspensos incríveis, levando mais da natureza para a sua casa.

Assim como os pergolados, a estrutura dos jardins verticais pode ser diferenciada, aproveitando o máximo da criatividade. É preciso ter uma boa sustentação do peso das plantas, caso você for usar vasos. Se forem só trepadeiras, a preocupação é menor.

Pequenos objetos de decoração e obras de arte

A madeira de demolição não é usada apenas para criar grandes peças de mobiliário ou paisagismo: é possível encontrar no mercado pequenos objetos de decoração muito charmosos, como os cachepôs.

Existem artistas que esculpem a madeira de demolição, criando obras de arte espetaculares e únicas. Não faltam artistas e marceneiros dispostos a mostrar seu trabalho, basta pesquisar onde você pode encontrar esses produtos!

Saiba mais sobre os cuidados e a conservação do material

Apesar da resistência e de tantos anos sofrendo com as intempéries, os móveis e outros elementos fabricados da madeira de demolição precisam de cuidado como qualquer outro material. Apesar de serem resistentes, as madeiras de demolição não estão livres de sofrer agressões durante a utilização, e podem perder a aparência única tão característica.

Os móveis devem ser higienizados sem a utilização de produtos químicos à venda no mercado, pois isso desgasta a madeira e descaracteriza sua aparência. O recomendado é usar apenas uma palha de aço no sentido da madeira de tempos em tempos. Em seguida, aplique cera de carnaúba em toda a área lixada e depois de duas horas, lustre com uma escova de lavar roupas.

Após esse processo, passe uma flanela limpa para garantir um aspecto brilhoso. Não é completamente errado usar pano úmido na limpeza, mas isso só pode ser feito esporadicamente — e depois a madeira deve ser seca com outro pano ou com secador. Se ela entrar em contato com a umidade do pano e não for seca imediatamente, pode acabar apodrecendo, principalmente se não for envernizada

Para a limpeza e conservação de revestimentos tanto no chão quanto em paredes, recomendamos usar vassoura ou escova de cerdas macias. Não se deve lavá-los com frequência ou derramar líquidos neles, pois podem inchar e comprometer sua estrutura. O ideal é limpar com um pano úmido esporadicamente, e de tempos em tempos reaplicar um verniz natural para obter a vivacidade da madeira novamente. Evite também ficar arrastando móveis sobre o piso, para não riscá-lo.

Os elementos de paisagismo que ficarem na parte externa da casa, expostos a intempéries, necessitam de verniz na sua superfície, sendo preciso reaplicar de tempos em tempos para reforçar a proteção.

Com esses cuidados você garante a preservação dos seus móveis, mantendo sua beleza e sofisticação — o que ajuda a sua casa a não perder o aconchego que a madeira oferece.

A madeira de demolição é o assunto do momento no mundo da decoração e do paisagismo. Arquitetos e designers estão de olho nessa tendência, e podem abusar da criatividade para criar peças variadas com esse material.

O apelo ecológico e a versatilidade do material é o principal motivo pela utilização em diversos projetos. Esse é um material que permite uma incrível variedade de produtos fabricados e pode ser tanto clássico quanto moderno, sem deixar a rusticidade e a simplicidade que a madeira proporciona.

É importante lembrar de comprar seus produtos em lojas confiáveis e fazer a manutenção correta de cada produto para não correr o risco de perdê-los.

Gostou de saber mais sobre o assunto e quer decorar a sua casa com um material nobre e sofisticado como a madeira de demolição? Então entre em contato conosco e descubra as melhores opções para o seu gosto!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário