Decoração

Quando trocar o piso e como escolher o melhor?

janeiro 20, 2019

A renovação do piso pode ser por diversos motivos, como por desgaste natural ou para repaginar o ambiente. Entretanto, identificar o momento certo de trocar o piso é importante, pois essa é uma tarefa que precisa ser bem planejada.

Várias questões envolvem essa reforma, tais como qual material escolher para cada ambiente e quais os cuidados serão necessários com o novo revestimento.

Para ajudá-lo nessa tarefa, listamos algumas dicas para que você saiba exatamente qual piso colocar na sua casa. Acompanhe!

Identifique o momento de trocar o piso

Para saber a hora de mudar, primeiro avalie o desgaste natural do revestimento. Esses sinais podem ser diferentes dependendo do tipo de material.

Em cerâmicas e porcelanatos, observe se não há trincos, lascas e se a cor está uniforme. Também é necessário verificar se o brilho do revestimento está uniforme, se a textura continua mesma ou se está desgastada. Observe, também, se não existem peças soltas ou quebradas, peças sem rejunte etc.

Já os pisos de madeira podem apresentar os seguintes sinais de desgastes:

  • riscos no assoalho;
  • manchas;
  • desgaste do verniz;
  • calafetação esfarelando;
  • madeira empenada;
  • sinais de umidade.

Entretanto, nem só por defeitos se troca o piso, você pode querer mudá-lo para combinar com um novo estilo de decoração ou com novos móveis, por exemplo. Independentemente do motivo da troca, para um bom resultado na reforma, é preciso planejar o que será feito.

Veja o que avaliar na escolha do novo material

Ao escolher o novo piso, leve em consideração o estilo de decoração que você pretende fazer para que móveis e pisos estejam em harmonia.  No momento da escolha, alguns critérios essenciais precisam ser avaliados.

Cerâmica e Porcelanato

Resistência mecânica

A resistência mecânica é um índice de avaliação no qual é medido o quanto a peça se desgasta dependendo do tráfego de pessoas. Esse índice – PEI (Porcelain Enamel Institute) — pode variar de 0 a 5, no qual 0 indica um revestimento de baixíssima resistência, enquanto que 5 indica um material com resistência altíssima.

Resistência à abrasão

Para avaliar a resistência à abrasão, é preciso medir o nível de absorção de água do material. Quanto mais água um revestimento cerâmico for capaz de absorver, menor será a sua resistência mecânica.

Assim, os materiais mais porosos, têm o nível de absorção de água superior a 10%, enquanto que os menos porosos, como porcelanatos, esse nível varia de 0,5% a 3%.

Pode-se dizer que esses dois itens são os mais críticos para avaliar a qualidade de revestimentos cerâmicos. Além disso, outros fatores podem e devem ser considerados, tais como:

  • resistência ao impacto;
  • resistência ao escorregamento;
  • resistência às manchas.

Pisos de madeira

Já para a madeira, o critério de avaliação deve ser quanto à umidade e densidade. Portanto, para garantir um material de qualidade, não deixe de tomar alguns cuidados.

Certifique-se quanto à origem da madeira, é extremamente importante avaliar se o produto foi produzido por técnicas de reflorestamento ou madeiras de demolição. Não compre produtos de origem desconhecida!

Verifique se o processo de produção do piso seguiu as normas técnicas recomendadas. Confira também se o processo de secagem da madeira foi feito em estufa. Com isso, você evita a compra de madeiras verdes, que empenam com o tempo.

Checar a densidade e dureza da madeira é outro ponto fundamental para garantir um material mais resistente e duradouro. Quanto maior a densidade da madeira, mais duras elas são.

Escolha o revestimento certo para cada ambiente

Existem diversas opções para todos os ambientes. Entretanto, uns são mais indicados para algumas áreas, enquanto outros podem ser instalados em qualquer ambiente da casa.

Quartos e salas

Em áreas como quartos e salas, os pisos quentes são os mais indicados, por deixarem o ambiente mais aconchegante. Isso porque eles proporcionam um clima mais equilibrado, já que não são bom condutores térmicos.

Pisos de madeira

Os pisos de madeira são extremamente bonitos e duráveis. Entre as opções estão: tacos, assoalhos e parquê.

Piso laminado

Já o piso laminado é uma opção para quem gosta de madeira, mas quer gastar um pouco menos. O laminado recebe uma camada impermeabilizante que proporciona brilho à peça e a deixa mais resistente à riscos.

Piso vinílico

O piso vinílico é um tipo de revestimento feito de borracha e pode ser aplicado sobre o piso anterior. Para evitar o quebra-quebra, essa é uma ótima escolha.

Banheiro e Cozinha

Para o banheiro prefira os pisos frios, como cerâmicas e porcelanatos. Por ser um ambiente úmido, dê preferência para o porcelanato do tipo acetinado para a área do box ou cozinha. Isso porque o porcelanato do tipo polido é muito liso e escorregadio, o que pode ser um risco para acidentes.

Entenda como fazer a troca do piso

Depois de tudo escolhido e definido, é o momento de fazer a troca do revestimento. Dependendo do tipo de material que será colocado, será necessário fazer a remoção do piso anterior.

É preciso conferir o contrapiso após a retirada do material, e, nesse momento, qualquer imperfeição deve ser consertada. Para a instalação do novo revestimento, o contrapiso deve estar limpo, liso e completamente nivelado para que a colocação fique perfeita.

No caso da instalação de piso sobre piso, verifique se o material anterior está perfeito. Se houver peças soltas, será preciso retirá-las e colá-las novamente. Caso contrário, o novo material pode se soltar.

Saiba conservar o revestimento

Para fazer a conservação do piso, alguns cuidados importantes precisam ser tomados. Entenda:

Madeira

Em madeira, nunca utilize ceras ou removedores. Faça a limpeza apenas com pano umedecido com água e, periodicamente, utilize um produto de limpeza próprio para madeira. Geralmente, os fabricantes dos vernizes têm o produto ideal para limpeza e conservação do piso. Vale a pena usar.

Laminados

Já os laminados devem ser limpos apenas com pano umedecido e água. Para sujeiras mais resistentes, dilua um pouco de sabão neutro com um pouco de água para fazer a limpeza. Não utilize qualquer outro tipo de material de limpeza, pois pode manchar o piso.

Porcelanato

Para o porcelanato, faça a limpeza usando água e sabão neutro. Para sujeiras pesadas, utilize produtos indicados pelo fabricante. Não use qualquer produto no porcelanato, pois pode prejudicar o esmalte do piso.

Enfim, com a informação mostrada até aqui, você pode fazer um bom planejamento e escolher o melhor material para cada ambiente da sua casa.

E então, gostou das nossas dicas sobre como saber o momento de trocar o piso da sua casa? Então compartilhe esse artigo com seus amigos em suas redes sociais. Quem sabe um amigo também está precisando?

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply