Decoração

O que você precisa saber sobre o conceito de casa sustentável

agosto 21, 2018

Você sabia que dá pra ter uma casa sustentável sem gastar muito? Para isso, a residência não precisa, necessariamente, ser ultra high tech e ter muitos custos, aliás, casas sustentáveis buscam exatamente o contrário: a economia.

Gastar recursos financeiros de forma irresponsável está fora do conceito de sustentabilidade (nenhum tipo de excesso é permitido quando se fala nesse assunto). O que ocorre, de fato, são investimentos — como os painéis solares, que visam meios de causar menores impactos negativos no meio ambiente.

Ficou interessado? Continue lendo esse post e descubra mais sobre casas sustentáveis e como pode ser fácil ter uma!

O que é uma casa sustentável

Casas sustentáveis dão prioridade à otimização de recursos e garantia de menores impactos negativos gerados durante a construção ou o uso da mesma. Nesse contexto, atitudes simples como o destino correto do lixo, compostagem, economia de energia e água são base de uma casa que busca tem uma melhor relação com o meio ambiente.

Qualquer casa pode se tornar sustentável com a adaptação correta, também é possível praticar essa ideia desde o começo da construção. O que não dá é pra inventar desculpas e não fazer escolhas conscientes no seu cotidiano que beneficiem meio ambiente!

Leia a seguir dicas de como ter uma casa sustentável com pequenos e médios investimentos. Veja!

Dicas para ter uma casa sustentável

1. Reduza o consumo de energia

A produção da energia elétrica que chega em nossas casas é uma das atividades que mais impactam a atmosfera. Por isso, é importantíssimo pensar em formas de tornar as residências energeticamente eficientes, para que, consequentemente, a produção seja menor.

Veja, a seguir, algumas formas de economia de energia para ter uma casa energeticamente eficiente:

  • deixe as luzes acesas só quando necessário;
  • tenha eletrodomésticos que possuem o selo Procel indicando melhor economia de energia;
  • opte por construir janelas amplas que permitem maior iluminação natural e ventilação, dispensando ao máximo lâmpadas acesas durante o dia e ar condicionado;
  • os painéis solares estão cada dia mais acessíveis. Invista!;
  • use lâmpadas de LED, pois elas puxam menos energia e são mais duradouras;

2. Diminua o consumo de água

Esse é um assunto em voga há muitos anos, pois a água é um bem natural e finito. Leia, abaixo, algumas dicas para economizá-la:

Reutilize

Colete água da chuva com o uso de calhas, tanques ou cisternas e garanta água para situações que não exigem água potável como a descarga dos vasos sanitários, regar o jardim, lavar o quintal ou o carro, entre outros.

Evite o desperdício

Além de usar a água da chuva na descarga do banheiro, é possível evitar o desperdício de água instalando uma descarga de caixa acoplada: nela, há um botão que libera 3 litros de água para resíduos líquidos e outro que libera 6 litros de água para sólidos, garantindo que não se use água além do necessário.

Controle o uso

Existe uma pecinha, chamada arejador, que introduz bolhas de ar no jato d’água de torneiras e chuveiros, reduzindo a tensão superficial da água durante a vazão da torneira de modo que diminui os respingos e o desperdício de água!

A economia de água que essa pecinha causa chega a 50% e não altera a eficiência da torneira ou do chuveiro. Aposte!

3. Tenha um jardim sustentável

Nesse tipo de jardim, plantas adequadas para o ecossistema local são usadas a fim de garantir a economia de recursos naturais. Toda a estrutura do solo que vai receber as plantas é pensada de modo a diminuir o impacto ambiental — para isso, não são usados fertilizantes químicos e plantas que se adaptam ao clima e ao local em questão.

Por fim, analisa-se a capacidade dessas plantas de reter a água da chuva (o que geraria economia de água). Nesse contexto, também é comum usar materiais reciclados como garrafas pets e pneus para plantar as mudinhas, reforçando ainda mais o conceito de sustentabilidade.

4. Aposte na decoração sustentável

A sustentabilidade pode fazer parte da sua residência até mesmo na decoração, sabia?  A madeira de demolição está aí para provar isso! Retirado de construções antigas (casas prédios, linhas de trem, postes de luz de madeira), esse material passa por um tratamento para garantir mais resistência e, logo em seguida, pode ser utilizado para fabricar revestimentos para casa (pisos, paredes, escadas, forros), elementos estruturais e móveis!

A reutilização dessas madeiras evita que novas áreas sejam desmatadas para a indústria de móveis e outros elementos. Antes de comprar, não esqueça de procurar pelo selo de qualidade e autorização.

5. Invista em um telhado verde

Essa tecnologia é muito útil em áreas quentes, pois evita a necessidade de ar-condicionado e poupa recursos de energia elétrica. Essa tecnologia consiste em aplicar uma camada vegetal sobre uma base impermeabilizada com manta de PVC. Resultado: as plantas absorvem os raios solares mais do que as telhas normais, oferecendo um ótimo isolamento térmico — além do isolamento acústico — à residência.

6. Prefira tintas ecológicas

Elas são fabricadas a partir de matérias-primas completamente naturais, como óleos e corantes — não são utilizados derivados de petróleo ou componentes sintéticos. Isso garante uma pintura 100% natural que, por sua vez, não agride o meio ambiente!

7. Faça da reciclagem algo usual

Atitudes simples como dar o destino correto ao lixo doméstico fazem parte do cotidiano de uma casa sustentável, sendo a base de todo o processo. É comum as pessoas pensarem que é preciso muito para fazer a diferença, porém só o fato de separar o lixo reciclável do não reciclável já é uma grande atitude — tanto o lixo seco quanto o orgânico (que pode ser reciclado a partir compostagem, produzindo adubo natural) podem ser reutilizados!

Os avanços da tecnologia e o grande impacto positivo que medidas simples causam no meio ambiente fazem as casas sustentáveis ficarem cada dia mais acessíveis — e a necessidade de tê-las está cada dia mais urgente!

Não há nada mais conveniente do que seguir essa onda ecologicamente correta que beneficia a saúde da nossa casa, o meio ambiente e as pessoas à nossa volta!

Gostou de ler sobre o assunto e descobrir como pode ser simples ter uma casa sustentável que respeite os limites da natureza? Então, compartilhe esse post em suas redes sociais para que mais pessoas fiquem por dentro desse assunto tão importante!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply