Decoração

Decoração vintage e decoração retrô: conheça esses conceitos

fevereiro 15, 2019
Tempo de leitura 17 min

Você sabe o que é a decoração vintage e decoração retrô? Se a resposta é “não”, você veio ao lugar certo. Conhecer os principais estilos decorativos e saber reconhecer as suas diferenças mais marcantes é fundamental para conseguir compor, em sua casa, uma decoração harmônica e bem trabalhada.

Afinal, misturar elementos de estilos diferentes pode gerar uma certa poluição visual e comprometer negativamente o ambiente, tornando-o carregado e desagradável aos olhos. Portanto, é muito importante que saibamos exatamente quando e como utilizar as principais características de cada estilo, mesclando-as, se necessário, com sabedoria.

As decorações do tipo retrô e vintage são responsáveis por trazer elegância e classe ao espaço, apostando na nostalgia e na exaltação de características que foram tendências em décadas anteriores e hoje voltaram com tudo à moda.

Não faz ideia das diferenças entre decorações vintage e retrô? Sempre pensou que elas eram a mesma coisa? Agora chegou o momento de descobrir o que as difere e quais são as suas principais características, além de saber exatamente como utilizá-las em seu lar. Boa leitura!

O que é decoração vintage?

Antes de conversarmos sobre as características da decoração vintage, precisamos discutir o significado dessa palavra, cujo aparecimento se deu na época da Segunda Guerra Mundial. Oriundo da língua inglesa, o termo vintage está diretamente relacionado com o conceito das safras de vinho, uma das bebidas mais consumidas em todo o planeta e que está sempre ligada à classe e sofisticação.

Como nós sabemos, esse tipo de bebida fica melhor com o tempo, certo? Além de ter o seu sabor acentuado e melhorado, os vinhos antigos têm um valor agregado superior com o passar dos anos. De certo modo, é mais ou menos isso que acontece com as peças do estilo vintage.

Por isso, as peças consideradas vintage têm, em sua maioria, pelo menos 50 anos de idade. Elas estão, apesar do tempo de criação, em perfeitas condições de uso, ainda que pequenas avariações possam agregar ainda mais valor ao objeto, dependendo de sua história e de como esse dano foi adquirido.

As funções desse tipo de mobília ou item de decoração estão inteiramente preservadas. Portanto, um sofá vintage, ainda que tenha pequenas marcas de tempo, está perfeitamente apto para o uso e com a estrutura intacta. O termo vintage não quer, de modo nenhum, designar objetos que estão ‘’caindo aos pedaços’’.

Há ainda uma outra denominação, conhecida como ‘’antiques’’. Esse tipo de peça normalmente tem mais de 100 anos de criação e, portanto, são ainda mais valiosas. Elas podem ser consideradas peças vintage, mas em uma subdivisão distinta das mais comuns.

Como o valor dessas peças é muito elevado, elas conferem sofisticação e elegância a qualquer ambiente em que estejam colocadas. Isso faz com que o espaço se torne muito mais aconchegante e nos conte, de modo indireto, uma história de um tempo distante.

Quais as principais características da decoração vintage?

Como mencionamos, o estilo vintage exalta as décadas passadas por meio da existência de elementos (como mobílias, quadros, esculturas e etc) que realmente existiam enquanto tais períodos eram o presente. Hoje, quando eles se tornaram parte da história, tais objetos nos ajudam a descobrir um pouco mais sobre o passado e conviver com tais conhecimentos.

A primeira característica está na composição de tais elementos. No caso das mobílias, a maior parte delas é confeccionada a partir do uso de madeiras de boa qualidade, o que confere uma grande durabilidade às peças.

Além disso, o uso de estampas tem uma presença muito marcante nesse tipo de decoração. Elas envolvem formas geométricas e várias outras estruturas, que são normalmente de cores fortes como o laranja, o vermelho, o amarelo e o azul em tons elétricos e até neon.

Os tecidos, por sua vez, são conhecidos por também serem muito fortes e de qualidade. Essa é, obviamente, a razão pela qual eles resistiram à ação do tempo mantendo boa parte de suas características originais. Opções interessantes e comuns nesse tipo de mobília são o chenille, o veludo, o couro e o vinil.

Por fim, podemos citar a existência de características como estruturas com detalhes pontiagudos ou arredondados, utilizados até mesmo em eletrodomésticos. Quadros e esculturas também são bastante utilizados e a maioria deles segue os padrões de formas e cores fortes e marcantes.

Quando usar a decoração vintage no imóvel?

Não há, de modo algum, limites para utilizar a decoração vintage em uma residência. Como a mesclagem de estilos e peças é recomendada, esse tipo de estilo é uma ótima alternativa para pessoas que valorizam o passado, mas, ainda assim, gostam de elementos modernos ao seu redor.

O estilo vintage também é interessante para pessoas que adoram colecionar artefatos e caçá-los em brechós e lojinhas de suas cidades. Além disso, ela é a opção ideal para pessoas que curtem viajar, já que é possível encontrar verdadeiros tesouros em lojas escondidas pelo Brasil e pelo mundo.

Além disso, as peças antigas se tornam cada vez mais incomuns com o passar do tempo. Isso faz com que cada vez mais os objetos se tornem exclusivos, trazendo um quê de personalidade para os seus ambientes, já que muito provavelmente você será a única pessoa a exibir aquela peça em sua casa.

Por fim, um benefício incrível trazido por essa decoração é a sua capacidade de ser sustentável e amiga do meio ambiente. Portanto, se você se preocupa com o planeta, saiba que reutilizar mobílias perfeitamente boas é uma maneira interessante de contribuir para a quebra de ciclos de consumismo. Assim, você renova os seus espaços sem a necessidade da criação de uma nova peça!

Em outras palavras, podemos afirmar que o único limite para a utilização do estilo vintage de decoração em uma residência é a imaginação. Use e abuse de sua criatividade para integrar, em seu lar, esse tipo de decoração que inspira e encanta às pessoas de várias gerações.

Como usar a decoração vintage?

Pode até parecer complicado, mas utilizar a decoração vintage em sua casa é muito simples. Como ela abrange móveis e peças das mais variadas décadas (desde que, obviamente, respeitando o período de mais de 50 anos contando a partir do ano atual), é possível utilizá-la de muitas maneiras diferentes e sempre respeitando a personalidade das pessoas que habitam aquele local.

Mesclar elementos de diferentes épocas, por exemplo, é uma boa maneira de brincar com a decoração vintage e trazer um quê ousado e até mesmo contemporâneo para a sua casa, ainda que utilizando peças antigas. Isso é ainda mais fácil já que, por se tratar de objetos clássicos, muitos itens costumam se inspirar em elementos do passado e portanto, todos conversam bem entre si.

Um cuidado que sempre deve ter tomado é com a combinação de cores. É recomendado que você utilize uma roda de cores ou uma paleta com colorações complementares para ajudá-lo a se guiar no pareamento de nuances. Caso contrário, corre-se o risco de o ambiente ficar sobrecarregado e poluído.

Além disso, muita cautela com as estampas! Flores, formas geométricas e figuras abstratas são bastante comuns na decoração vintage. Por isso, é importante saber dosá-las para também evitar a poluição visual. Misture tais elementos com estampas lisas e, se possível, de tons pastéis.

Por fim, uma dica que não pode ficar de fora: use e abuse de elementos variados na decoração. Almofadinhas, quadros e as mais variadas peças são verdadeiras relíquias e devem ser utilizadas na composição de um ambiente muito mais verossímil e que realmente proporciona uma viagem ao passado.

Quais as vantagens da decoração vintage?

A primeira vantagem da utilização da decoração vintage em um ambiente é a sofisticação. Apostar em elementos considerados clássicos (ainda que não no sentido literal do termo) é uma jogada certeira em busca de elegância para qualquer espaço. Assim, sua família e todos visitantes de sua casa poderão desfrutar de cômodos realmente bonitos e elegantes.

Isso, no entanto, não é tudo. A maioria dos móveis e peças de decoração desse estilo são extremamente resistentes e têm qualidade elevada. Com isso, ao investir nesse tipo de decoração, você também está trazendo peças realmente boas para a sua casa, que durarão por muitos anos sem a necessidade de renovação, apenas com manutenções periódicas para manter as suas integridades.

Por terem suportado a ação de muitas décadas, essas peças também contam uma história. Assim, a sua casa se torna uma espécie de museu pessoal e deixa você mais conectado aos fatos históricos na nossa sociedade, aguçando a curiosidade sobre outros tempos e aumentando o conhecimento de todas as pessoas daquele núcleo familiar.

Além disso, para os viajantes, a decoração vintage é um prato cheio para novas aventuras. Buscar peças em lojinhas pelo mundo é muito divertido e faz com que as viagens tenham um toque único e exclusivo, fugindo do padrão, e com que muitos lugares inexplorados sejam conhecidos por você.

Por fim, mas não menos importante, o comprometimento com o meio ambiente é uma vantagem incrível de escolher esse tipo de decoração. Portanto, se você se considera um ambientalista ou busca um estilo de vida mais sustentável, a décor vintage pode ser ideal para você, já que reutiliza peças que seriam jogadas fora e evita a produção de novos materiais desnecessários.

O que é decoração retrô?

De modo geral, a decoração retrô trabalha com releituras dos objetos vintage. Ou seja, enquanto os primeiros itens são realmente pertencentes às épocas do passado e foram utilizados pelas pessoas que viveram durante aquele período, os itens retrô são novos e recentemente fabricados.

Esse tipo de decoração, no entanto, mescla elementos modernos com as características clássicas do passado. Assim, são itens da atualidade com uma roupagem do passado, voltada para a nostalgia e também para a exaltação dos pontos fortes da decoração de outras eras.

Muitas vezes, eles são um tanto quanto caricatos, ou seja, trazem as características de uma maneira muito acentuada e relativa a eras específicas. Enquanto os objetos vintage trazem elementos de várias décadas, já que os estilos decorativos progrediam mais lentamente e as criações acompanhavam esse ritmo, os retrô são muito específicos.

Portanto, é possível encontrar uma série de itens que trazem características fortíssimas e que os fazem ser facilmente reconhecidos como homenagens a algumas décadas. Assim, é possível compor elementos que fazem com que os moradores sejam instantaneamente transportados para aquele período em particular.

Os materiais que são utilizados na composição dessas peças também são diferentes. Embora a madeira ainda esteja presente, o metal e outros tipos de material, como o plástico, também têm muita importância. As estampas também são muito variadas, podendo trazer elementos da cultura pop atual e antiga e muitas outras características.

Assim, é possível dizer que a decoração retrô é um espaço intermediário entre a nostalgia do passado com a modernidade, já que utiliza as novas tecnologias e traz funções específicas dos dias de hoje para objetos aparentemente antigos.

Quais as características da decoração retrô?

Como mencionado no tópico anterior, a decoração retrô tem como características muitos dos elementos que fazem parte da decoração vintage. Ela, por exemplo, utiliza muitas cores fortes e em tons pastéis, além de uma finalização um tanto quanto “invernizada” e cheia de brilho.

Outra característica marcante é a presença de estampas fortes e divertidas. Embora aquelas comumente utilizadas no estilo vintage (como flores e artes abstratas) também façam parte do meio retrô, muitas vezes as estampas trazem elementos como a representação de pessoas da cultura popular ou de filmes famosos, além de séries.

Além disso, é muito comum que o passado e o presente conversem ativamente na decoração retrô. Enquanto na decoração vintage você só encontraria elementos exclusivos do passado, é possível verificar a representação de personalidades e celebridades dos dias atuais em itens com um aspecto visual bem antigo.

Assim, é possível fazer com que os seus ambientes tenham a sua cara e sejam completamente representativos da sua personalidade, exaltando aquilo que você mais gosta e mesmo assim harmonizando com o aspecto de uma década que já acabou.

Por fim, a tecnologia e a modernidade são elementos marcantes da decoração retrô. Televisores modernos, refrigeradores de última geração e iluminações variadas são muito comuns, mesclando, mais uma vez, o passado e o presente em uma decoração divertida, jovem e muito atual, ainda que represente um período que não está mais em vigência.

Como investir em uma decoração retrô?

Até certo modo, as formas de utilizar a decoração retrô são bastante semelhantes aos que usamos na hora de inserir o estilo vintage em nossas residências. O conceito de sabedoria na hora de mesclar as cores, por exemplo, permanece. É sempre recomendado que os tons conversem entre si para evitar a sobrecarga de coloração, que pode estragar o ambiente.

Outra dica bacana é escolher uma era para chamar de sua. Embora nada impeça que os elementos sejam mesclados, desde que com cautela, uma das vantagens da decoração retrô é a grande variedade de itens inspirados em uma mesma década, o que permite que o seu espaço fique realmente personalizado e com a sua cara.

Além disso, há muito mais opções de mobílias, quadros e outros itens decorativos do estilo retrô, especialmente quando comparados com o vintage. Assim, é permitido ousar muito mais e deixar o seu cômodo do jeito que você sempre sonhou.

Por fim, é possível também utilizar elementos modernos em uma decoração retrô, desde que eles sejam cuidadosamente combinados para que não destoem muito do cenário total.

Para isso, capriche no uso de iluminações divertidas e muitos outros itens que muitas vezes não podem ser encontrados na decoração vintage. Dê asas à sua imaginação e deixe a sua casa equipada com objetos que parecem ter saído de um filme antigo.

Quais os benefícios da decoração retrô?

O primeiro benefício da decoração retrô é a infinidade de itens disponíveis para a composição de um ambiente. Como se tratam de objetos recém-criados, há muito mais variedade de peças que podem facilmente ser utilizadas no dia a dia de uma casa.

A tecnologia é, também, muitas vezes uma parte ativa de tais objetos. É possível, por exemplo, encontrar televisores inspirados no estilo vintage, mas com toda a funcionalidade observada hoje em dia. No caso dos objetos antigos, eles não teriam boa parte das funções existentes atualmente, tornando-os obsoletos e meros itens decorativos.

Além disso, é possível expressar a sua personalidade por meio dos itens escolhidos. A moda retrô conversa com muitas tendências de decoração atuais, trazendo os seus elementos tradicionais com uma roupagem mais antiga. Um exemplo disso é o estilo geek, muito jovem e utilizado em vários lugares do mundo. Nele, elementos da cultura pop são retratados com a vibe retrô.

Assim, é possível trazer um pouco de seus gostos pessoais com elementos da cultura atual e, mesmo assim, não os deixar destoantes do resto da decoração. Por isso, é possível compor ambientes inteiros completamente inspirados em uma década específica, deixando o seu lar muito mais harmônico visualmente.

Por fim, a decoração retrô não impede que itens realmente vintages sejam utilizados. Eles podem fazer toda a diferença em um espaço, mas não são obrigatórios. Assim, as peças realmente antigas que você encontrar por aí serão apenas um ‘’algo a mais’’ e não algo determinante para a sua decoração.

Quais são as diferenças e semelhanças entre a decoração vintage e retrô?

Como vimos no decorrer de nossa conversa, há diferenças entre as decorações vintage e retrô. A principal delas está na época de fabricação dos itens, respeitando algumas características e regras.

A decoração vintage foi efetivamente criada no passado (há pelo menos 50 anos, contando a partir do ano atual) e foi utilizada por pessoas que viveram naquele período. Ela tem, portanto, marcas de uso e da ação do tempo, mas mantêm sua estrutura, qualidade e funções praticamente intactas.

Já a decoração do tipo retrô funciona como uma espécie de homenagem ou releitura de peças vintages e antique (que têm mais de 100 anos de criação). No entanto, tais peças foram criadas nos dias de hoje, com elementos modernos e a união da tecnologia vigente para tornar os itens mais aptos ao dia a dia atual.

Outra diferença é o uso da tecnologia. Embora seja possível encontrar televisores, rádios e outros itens vintage que ainda funcionem, eles contarão com a tecnologia existente na época. Hoje, no entanto, é perfeitamente possível encontrar até mesmo computadores e notebooks com uma roupagem antiga, fazendo parte do estilo retrô.

Por fim, outra diferença que não pode ser deixada de lado é a abundância de itens disponíveis. Os produtos vintage são escassos e muitas vezes exclusivos, enquanto os retrô são fabricados em larga escala. A variedade também é muito diferente e por isso, muitas vezes é bem mais simples compor um ambiente decorado com itens retrô.

Como incluir esses estilos na decoração do imóvel?

Há uma série de maneiras de incluir os estilos na decoração de um imóvel. Afinal, muitos fatores compõem uma decoração e podem ser levados na consideração na hora da reformar da casa e da escolha de tais itens.

Além da compra de mobílias e itens de decoração específicos, é sempre importante lembrar de outros elementos do ambiente, como as cores das paredes. Para uma decoração vintage, é sempre recomendado o uso de cores mais neutras e até mesmo de papéis de parede floridos ou decorados.

No estilo retrô, no entanto, acabamentos foscos ou brilhantes e com cores fortes conversam melhor com o restante do ambiente. Além disso, a ideia de pintar apenas uma parede, por exemplo, é bastante interessante para evitar o excesso de informações.

Por fim, é sempre possível mesclar os dois estilos de decoração, desde que isso seja feito com o devido cuidado. No mais, abra a sua imaginação e deixe a criatividade correr solta! O mais importante ao decorar um ambiente é dar a ele uma cara que reflita a sua personalidade e, por isso, deixe você bem confortável!

Gostou de conhecer as principais diferenças e características da decoração vintage e decoração retrô? Com esse tipo de conhecimento, fica muito mais fácil combinar os elementos decorativos de sua residência com mais cuidado e harmonia para redecorar a casa, deixando o ambiente bonito, aconchegante e muito charmoso. O que você está esperando? Comece ainda hoje a repaginar os seus cômodos!

Caso ainda não esteja muito seguro e queira conhecer outros tipos de decoração, temos uma sugestão: que tal ler o nosso guia completo sobre decoração rústica? Esse estilo decorativo também está em alta e faz a cabeça de muitas pessoas mundo afora!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário