Decoração

Conheça 7 tendências imperdíveis de decoração

setembro 13, 2018
Conheça 7 tendências imperdíveis de decoração

A decoração se adapta às necessidades das pessoas e se modifica de acordo com a dinâmica das famílias. Assim, todos os anos surgem novas tendências e estar por dentro delas é importante para fazer escolhas certas e não ficar parado no tempo.

Pensando nisso, separamos as 7 principais tendências de decoração para você ficar de olho neste ano e no próximo!

1. Estilo retrô

Esse é um tipo de decoração que resgata a influência das décadas de 1950, 60 e 70. Aqui, as tonalidades fortes são usadas para impactar o visual, sendo comum a presença de cores como laranja, vermelho e lilás.

Por meio de uma releitura dos conceitos da época, são introduzidos elementos como sofás compridos, linhas retas na mobília e efeitos espelhados e cromados que se complementam de maneira harmônica.

É importante ter em mente que esse estilo não é sinônimo de vintage. Nesse outro, a decoração é a mesma que a antiga, sem que os elementos sejam repaginados ou adaptados para a atualidade. De maneira prática, entrar em um ambiente vintage seria como entrar em um museu que remonte à época em questão.

2. Ambientes integrados

Essa é uma tendência que deriva do conceito conhecido como open space. Ele implica que a casa seja planejada em um plano aberto, numa única área onde as divisórias só estão presentes nos ambientes íntimos, como os quartos e os banheiros. Em lofts, é possível que até mesmo o quarto seja sem paredes.

Nessa configuração as divisões entre os ambientes são dadas pelo posicionamento dos móveis. As bancadas, por exemplo, delimitam a cozinha, enquanto o sofá mostra os limites da sala de estar e a mesa de jantar pode ficar entre os dois demarcando onde serão feitas as refeições.

Essa integração surgiu como uma solução para apartamentos pequenos e hoje facilita a socialização dentro de imóveis grandes. Com ela, é possível receber os amigos na área da churrasqueira ou na varanda e na sala de estar ao mesmo tempo por meio da ligação entre os recintos.

3. Uso de cores vivas

O processo de combinar cores intensas em um ambiente com propósito estético de descontração é chamado de colorblocking. Essa é uma técnica que deve ser usada com cuidado porque o excesso de elementos chamativos pode causar confusão visual e pode colocar a perder a sua decoração.

Ela é aplicada especialmente às cozinhas, locais em que a harmonia é alcançada por meio do contraste entre as cores neutras do piso e da parede e os tons vibrantes escolhidos para bancadas e armários. Dessa forma, a monotonia é quebrada sem deixar o ambiente carregado demais.

4. Tijolos a mostra

Possivelmente você já esteve em algum lugar onde havia uma parede com tijolos expostos que criava um efeito único. Os chamados tijolinhos à vista podem ser usados para criar um efeito rústico no ambiente quando combinados com móveis de madeira. Essa é uma escolha que proporciona sensação de aconchego.

Os tijolos à mostra podem ganhar uma camada de tinta branca e se tornam mais adequados para um ambiente mais claro e iluminado. Quando estão em seu aspecto natural, o ideal é que sejam aplicados em uma única parede, estabelecendo um contraste com as outras em tons pastéis.

5. Valorização da iluminação natural

A incidência dos raios de sol é importante para a apreciação visual da decoração e tem sido mais valorizada nos últimos tempos. Por isso, a grande aposta é que os ambientes possuam janelas grandes e transparentes, com cortinas leves e claras para o máximo aproveitamento da luz natural.

A abundância da luz solar também pode ser aproveitada por meio da instalação de claraboias no teto e de cubas de vidro entre os cômodos. Com essas ações, diferentes intensidades de luz criam tonalidades diversas sobre paredes coloridas e objetos decorativos. Isso pode render boas experiências fotográficas ao longo do dia.

6. Decoração menos perfeccionista

O uso de cores vibrantes e o surgimento dos locais em plano aberto não combinam mais com uma decoração rígida, impecável e regrada. Respondendo à necessidade da vida moderna, caótica e acelerada, elementos de diferentes estilos contribuem para uma ornamentação inusitada e única.

A valorização do imperfeito é reflexo de um conceito japonês do século XV chamado de wabi-sabi. Ele é o responsável pelas peças de louça seculares que, quando quebradas, tinham suas fissuras preenchidas com ouro. Essa é a ideia de tornar os ambientes mais naturais e integrar objetos com história, sejam herdados ou adquiridos em antiquários, aos ambientes modernos.

Ainda nesse contexto, é possível fazer com que objetos não padronizados coexistam. Um exemplo disso é tornar um móvel como um sofá colorido a fonte de atenção da sala, mantendo o resto do mobiliário em tons neutros ou mais claros que ele. Do contrário, os móveis maiores podem ser mais discretos, enquanto as cortinas, almofadas, tapetes e quadros serão as cores pontuais.

7. Ladrilho hidráulico

Esse é um revestimento que surgiu na Europa no fim do século XIX e serve para cobrir as paredes e o chão. Ele é produzido de maneira artesanal e foi muito utilizado até a década de 1960, ressurgindo atualmente graças à tendência retrô de decoração.

Trata-se de um material de grande resistência que pode ser do tipo liso, decorado ou antiderrapante. O ladrilho liso é comum em fachadas, enquanto o antiderrapante está presente nas calçadas, pátios e áreas molhadas como a borda da piscina.

Em cozinhas e banheiros, o ladrilho hidráulico decorado traz cor e movimento ao ambiente. Geralmente, os pisos são instalados de maneira que seu desenho forme um padrão geométrico consonante as linhas bem definas do mobiliário.

É possível também usar estampas diferentes conferindo um aspecto de mosaico para uma parede, por exemplo. Nesse sentido, uma boa ideia para ambientes integrados é delimitar o espaço da sala de jantar formando um tapete por meio da disposição desse tipo de ladrilho.

Pronto! Agora, você já descobriu quais são as principais tendências de decoração atuais e já sabe bem como utilizá-las para que a sua casa acompanhe o mundo moderno. Lembre-se sempre de ter bom senso ao lidar com tonalidades vibrantes e estampas chamativas e divirta-se!

Se você gostou deste post, curta a nossa página no Facebook para ver nossas postagens sobre decoração no seu feed de notícias!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply