Produtos

Conheça 6 tipos de móveis de madeira e suas características

setembro 19, 2018
Conheça 6 tipos de móveis de madeira e suas características

A madeira é a matéria-prima fundamental e de excelência para construir móveis. Há muitos tipos de madeira, sendo que cada uma tem as suas próprias características. Por isso, a sua escolha requer uma decisão bastante cuidadosa. Afinal, os tipos de móveis de madeira que você escolher vão determinar a beleza e, em muitos casos, o valor e a durabilidade da sua nova mobília.

Qual seria, então, a melhor madeira para móveis? De fato, o design tem sido uma das principais características analisadas durante uma compra. No entanto, embora a aparência conte muito no momento da revenda, apenas ela não vai garantir a sua satisfação. Portanto, é importante se preocupar também com a qualidade do material usado nas peças.

Pensando nisso, vamos abordar neste texto os tipos de madeira para móveis para ajudar você na escolha da melhor opção. Confira e aproveite!

1. Cedro

Uma madeira relativamente mole e macia muito usada nos móveis que ficam ao ar livre, por ser resistente à umidade, ou seja, não apodrece. Possui um cheiro bastante característico (aromático) e é extremamente eficaz para afastar insetos. A vermelha ocidental é a variedade do cedro mais famosa.

A sua tonalidade marrom avermelhada espalha uma atmosfera de conforto ao ambiente, por isso, é muito indicada para os móveis da sala. Além de ser uma madeira muito versátil, é também fácil de lixar, serrar e parafusar, o que facilita muito no processo de montagem.

Quanto aos cuidados com o material, é importante lembrar que a aplicação de selantes ou vernizes transparentes são excelentes estratégias para proteger o cedro da umidade, aumentando, assim, a sua vida útil.

É possível, ainda, fazer um tratamento na madeira com óleo de cedro, a fim de ressaltar a sua luminosidade. Lembrando que a limpeza deve ser realizada com flanela seca.

2. Mogno

O mogno é uma madeira considerada sofisticada e nobre muito utilizada nos móveis de alto padrão. A sua cor varia do castanho avermelhado vibrante ao rosado, e esse é um detalhe que a deixa inconfundível. De alta durabilidade, estabilidade e fácil de ser trabalhada, esse tipo de madeira também é muito resistente à ação de cupins e de fungos.

O mogno está muito presente no sul do Pará, sendo muito procurado para a fabricação de cadeiras, estantes, mesas e bases de sofá, sempre visto como uma madeira de incomparável qualidade para os móveis de padrão elevado.

A extração do mogno, por se tratar de uma das espécies ameaçadas de extinção, é cercada de regras rígidas. Tais restrições fizeram com que grande parte dos materiais comercializados sob a marca “padrão mogno” fosse compostos por madeiras de outras espécies, cobertos, ao fim, por uma boa camada dessa madeira nobre. Enfim, o mogno é considerado como um os melhores tipos de madeira para móveis no mundo todo.

3. Madeira de demolição

A madeira de demolição é extraída de elementos presentes em construções antigas ou de peças prontas, geralmente usada para móveis rústicos. Muitas pessoas ainda apresentam certo receio em relação a esse material por considerarem que é de má qualidade ou que é defeituoso. Contudo, é importante ressaltar que toda madeira de demolição passa por um tratamento industrial antes de ser reutilizada.

O uso desse tipo de madeira é uma grande tendência, principalmente por causa da grande quantidade de espécies de árvores em extinção atualmente. Dessa forma, por ter uma origem baseada no reaproveitamento, esse material é uma opção sustentável.

Além de ser favorável ao meio ambiente, a madeira de demolição é de extrema qualidade. Afinal, é possível encontrar inúmeras peças criadas à base do reuso de madeiras nobres, um exemplo é a Peroba Rosa.

Quando o assunto é decoração, esse tipo de madeira pode ser usada em todos os cômodos, combinando com vários estilos. Algumas das vantagens da madeira de demolição são: beleza, resistência, durabilidade e exclusividade.

4. Madeira MDF

Trata-se de uma placa de fibra de média densidade. A madeira MDF é feita por meio da aglutinação de resina sintética e se fibras de madeira, um material normalmente usado na fabricação de peças que demandam detalhes em cortes, entalhamento e relevo.

O processo da sua fabricação envolve o uso de aditivos e de resinas para formar uma sucessão de chapas de fibras de madeira. Essas chapas são inseridas umas sobre as outras e, em seguida, fixadas por pressão.

Com textura suave e aspecto homogêneo, essa madeira apresenta ótima variedade de acabamentos (madeirado, brilhantes, acetinado fosco), é extremamente maleável e ecologicamente correta.

A flexibilidade desse material é uma característica bem avaliada por lojistas, uma vez que permite a criação de móveis diferenciados sem comprometer o aspecto uniforme e liso do acabamento. A madeira MDF, considerada material durável, é essencial para compor peças com design diferenciado, além de ter um preço acessível.

5. Carvalho americano

Apesar de ser rígida, dura e de moderada durabilidade, essa madeira é considerada fácil de ser trabalhada, porém, de difícil secagem. É um material capaz de unir elegância e simplicidade em uma única peça, o que justifica o sucesso que as mesas de centro de carvalho fazem no mercado. Bege, marrom, mel e castanho estão entre as suas principais tonalidades.

Esse material, apesar de sua beleza, não tem grande resistência a insetos. Logo, se não houver um cuidado extremo, a madeira pode apresentar deformações e fendas no médio prazo.

Para aumentar a durabilidade dos móveis em carvalho americano, é fundamental ter atenção para movimentá-los, sempre levantando as peças em vez de arrastá-las. Além disso, é preciso manter os móveis longe do calor e de objetos quentes.

6. Madeira MDP

Uma partícula de média densidade que é feita a partir da combinação de partículas de madeira em três camadas: duas finas nas superfícies e uma mais grossa no miolo. Uma composição heterogênea que garante à madeira uma excelente resistência e durabilidade ao móvel.

Esse tipo de madeira apresenta uma aparência muito semelhante à da madeira maciça e tem o benefício de ser mais barata. Na indústria de móveis, o MDP costuma ser utilizado para a fabricação de peças com linhas planas e retas (nichos e caixas) e elementos sem detalhes em relevo ou cortes.

Outro fator muito valorizado nessa madeira é a leveza. Uma característica que permite a composição de modelos de móveis maiores e com ótima resistência ao empenamento e à instalação ou remoção de parafusos.

Não se esqueça de que escolher o tipo de madeira e o fabricante do móvel com cuidado e atenção é imprescindível para garantir um mobiliário bonito e durável. Jamais receba móveis que tenham rachaduras, excesso de pelos ou que estejam empenados.

Agora ficou bem fácil para iniciar a sua busca, já que você conhece os principais tipos de madeira para móveis e também os cuidados que devem ser tomados na hora de escolher. Lembre-se de que o design e o material de qualidade são itens que contribuem muito para uma escolha acertada!

Agora que você já sabe como escolher a melhor madeira para os seus móveis, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer os nossos produtos!

No Comments

Leave a Reply